Coragem para Mudar o Brasil

Coragem para Mudar o Brasil

quinta-feira, 28 de março de 2013

Beto Grill (PSB) fala de Obras viárias na Região Sul


Beto, à esquerda. Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini.
O vice-governador Beto Grill anunciou, nesta quarta-feira (27), em entrevista coletiva, na Prefeitura de Rio Grande, a liberação da licitação do trecho que liga o entroncamento da BR-392 até a praia do Cassino. Com custo de R$ 15,1 milhões e extensão de 10 quilômetros, o processo licitatório, aprovado pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), compreende a execução dos serviços remanescentes (recuperação da rodovia, ciclovia, obras complementares e sinalização vertical e horizontal). Nos próximos dias, o processo deverá seguir para licitação e contratação da empresa executora. 

Grill salientou o grande volume de investimento que vem sendo feito na região Sul na área de infraestrutura, oportunizando o desenvolvimento de forma adequada ao processo de instalação do Polo Naval. “Pretendemos dar celeridade ao processo já que a obra é de grande importância para a comunidade riograndina”. 

Durante a coletiva, o vice-governador anunciou, também, a conclusão do projeto da obra da ERS-734 que liga o entroncamento da BR-392 ao pórtico do município de Rio Grande. "Trata-se de uma obra estratégica para o desenvolvimento local, pois o trecho passa por 11 bairros do município", informou. Em 15 de maio, o Conselho de Administração do Daer avaliará o projeto, devendo, então, proceder com a publicação do edital para licitação. Beto Grill concedeu a coletiva acompanhado do prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, e do vice-prefeito Eduardo lawson.

ERS-265 
Uma das antigas reivindicações do vice-governador, o edital para a conclusão dos oito quilômetros restantes da rodovia ERS-265, que liga São Lourenço do Sul a Canguçu, será publicado nesta quinta-feira (28), na modalidade concorrência, no valor de R$ 10 milhões. “Essa obra vem resgatar um compromisso histórico com a comunidade da região”, finalizou Grill.
Texto: Assessoria Vice-governador

terça-feira, 26 de março de 2013

Campos: MP dos portos 'não precisa agredir os Estados'


O governador de Pernambuco e possível adversário de Dilma Rousseff nas eleições de 2014, Eduardo Campos (PSB), reforçou nesta terça-feira que é contra a proposta de os Estados brasileiros perderem a autonomia para fazer licitações nos terminais portuários - tarefa que passaria para a União. Campos falou com jornalistas antes de participar de audiência pública da comissão mista destinada a analisar a medida provisória 595/2012, a MP dos Portos, que propõe um novo marco regulatório para o setor. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, também participa da reunião.
O governador afirmou ser favorável a um planejamento nacional que intensifique a concorrência dos portos - que é o propósito da MP dos Portos, segundo o governo federal -, mas que isso não pode ser feito atingindo o pacto federativo. "Não precisa agredir os Estados", disse. Ele defendeu que os Estados já vêm perdendo autonomia nesse setor. "O que restou da autonomia é importante manter."
Campos voltou a dizer que o Porto de Suape é considerado o mais eficiente porto público do Brasil e que a legislação existente deve ser levada em consideração. "Parece um capricho querer tirar a autonomia", afirmou.
Também foram convidados os governadores da Bahia, Jaques Wagner (PT) e do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), mas eles enviaram representantes para participar da reunião: o secretário do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã do Rio Grande do Sul, João Constantino Motta, e o coordenador executivo de Infraestrutura da Casa Civil da Bahia, Eracy Laffuente. Campos disse que os governadores não discutiram a MP dos Portos (595/2012) antes de ela chegar ao Congresso Nacional. "Não tivemos a oportunidade de fazer um debate prévio sobre a medida", afirmou. Segundo ele, apenas técnicos do Estado participaram de reuniões na Casa Civil.
Recado
Ao chegar para audiência pública, Campos foi questionado sobre o discurso desta segunda-feira (25) da presidente Dilma Rousseff, que cobrou "coalizão" dos aliados do Planalto. Em tom irritado, o governador afirmou: "A Dilma não é mulher de mandar recado, nem eu sou homem de receber recado. Ela não é dada a esse tipo de coisa, nem eu sou dado". O governador participa da audiência juntamente com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Os governadores petistas Tarso Genro (RS) e Jaques Wagner (BA) foram convidados, mas não compareceram ao evento.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Parceria Nova (Zero Hora-25/03/2013)

Está no jornal Zero Hora desta segunda-feira (25) na página 08:

"Em Brasília, Beto Albuquerque conversou com deputados gaúchos do PMDB para sondar a possibilidade de o partido ser o palanque do presidenciável Eduardo Campos (PSB) no estado (RS). Sem afinidade com o governo Dilma e de olho no apoio do PSB na disputa pelo Piratini, o PMDB gaúcho avisou que está disposto a negociar. Pouco a pouco, o PSB do vice-governador Beto Grill vai se afastando do PT de Tarso Genro".

sexta-feira, 22 de março de 2013

Nominata do Diretório e dos Conselhos do PSB - Eleição de 2013


RELAÇÃO DOS MEMBROS DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PSB DE CANGUÇU/RS, ELEITOS NO CONGRESSO DO  DIA 16/03/2012, NA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE CANGUÇU/RS – OSÓRIO, 979 – EDITAL Nº 01/2013 – CONVOCAÇÃO CONGRESSO MUNICIPAL DE ELEIÇÃO DO DIRÉTORIO MUNICIPAL.
TITULARES ORDEM ALFABÉTICA:
01 – ALEX DUARTE WOLTER
02 – AUGUSTO CESAR DA SILVA
03 – AUGUSTO MOREIRA PINZ
04 – ELISEU BASILIO FURTADO DA SILVA
05 – ELISNEI COUTINHO PIRES
06 – EVANI DE FARIAS SARAIVA
07 – GIOVANI CESAR DEMARI BOTESELLE
08 – IVETE DOS SANTOS FARIAS
09 – JESUS SIDNEI BORGES CUNHA
10 – JONAS JARDEL KRUGER BERSCH
11 – JONATA RAFAEL MULLER HARTWIG
12 – JOSÉ ADAHIR SAMPAIO JARDIM
13 – LAURA GICELDA NEITZKE
14 – LAURA STORCH COUTINHO
15 – LESSANDRO ALBRECTH BIERHALS
16 – LUIZ BACKIEL SILVEIRA DE AVILA
17 – MARIA ELAINE DE MORAIS FERREIRA
18 – MARCIA ELISA AMARAL LANGE CANEZ
19 – MÁRIO RENAN IRIBARREN
20 – NELSON BUGS
21 – NILSO PINZ
22 – OTÁVIO GONÇALVES ROCHA
23 -  RICARDO RODRIGUES ROCHA
24 – ROSELHA PIRES DE AVILA.

SUPLENTES:

01 – JOÃO ADEMIR MUNHOZ ROCHA
02 – LASARO NORNBERG KURTH
03 –MARCOS JARDEL AMARAL DE SOUZA
04 – MARA REJANE PEREIRA BOTESELLE
05 – OSMARINA LACERDA SCHIAVON
06 – CORIOLANO LEANDRO ROCHA DA SILVA
07 – ALSIONEI BRAUN BERGMANN
08 – ADEMIR DA ROSA DIAS

RELAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO DE ÉTICA, CONSELHO FISCAL E DELEGADOS DO PSB DE CANGUÇU/RS, ELEITOS NO CONGRESSO DO DIA 16/03/2012, NA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE CANGUÇU/RS – OSÓRIO, 979 – EDITAL Nº 01/2013 – CONVOCAÇÃO CONGRESSO MUNICIPAL DE ELEIÇÃO DO CONSELHO DE ÉTICA, FISCAL E DELEGADOS EM 16/03/2013.

CONSELHO DE ÉTICA:

TITULARES: ANTONIO ROBERTO TAVARES, GILBERTO GARCIA KEMLE E MARCOS EUGÊNIO SIQUEIRA SCHWAB.
SUPLENTES: ALARDISON REIS GOULARTE, ITALO DA ROCHA JARDIM E JORGE BANIEL PIRES DE AVILA.

CONSELHO FISCAL:

TITULARES: BRUNO SCHWARTZ ROPKE, ELISNEI COUTINHO PIRES, JOÃO ADEMIR MUNHOZ DA ROCHA E
SUPLENTES: CATIUSSIA LOUZADA, MARIA CELI LACERDA SCHIAVON E MARA REJANE PEREIRA BOTESSELLE.

DELEGADOS A CONVENÇÃO ESTADUAL:

TITULARES: AUGUSTO CESAR DA SILVA, GIOVANI CESAR DEMARI BOTESELLE E NILSO PINZ
SUPLENTES: ELISNEI COUTINHO PIRES, JOSÉ ADAHIR SAMPAIO JARDIM E LAURA STORCH COUTINHO.

RELAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO DA JUVENTUDE, INTERESSES DAS RAÇAS E ETNIAS, MOVIMENTO SINDICAL, POPULARES, MULHERES E PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS DO PSB DE CANGUÇU/RS, ELEITOS NO CONGRESSO DO DIA 16/03/2012, NA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE CANGUÇU/RS – OSÓRIO, 979 – EDITAL Nº 01/2013 –


CONSELHO DA JUVENTUDE SOCIALISTA:
GILBERTO HORNKE WOLTER PINZ, ÍTALO DA ROCHA JARDIM, JABES PIRES DA CUNHA

CONSELHO DA MULHER:
MARA REJANE PEREIRA BOTESELLE, MÁRCIA ELISA AMARAL LANGE CANEZ, SARA HAMIDEH MAHMUD GAYER ZABEN

CONSELHO DAS ETNIAS:
ADEMIR DA ROSA DIAS, ANTÔNIO JESUS SOARES, MARIA ELAINE DE MORAIS FERREIRA,
  
CONSELHO MOVIMENTOS POPULARES:
JOÃO  ADEMIR MUNHOZ ROCHA, LUIZ MÁRIO SWENSON DE OLIVEIRA, CORIOLANO LEANDRO ROCHA DA SILVA.

CONSELHO DE DEFESA PORTADORES NECESSIDADES ESPECIAIS
IVETE DOS SANTOS FARIAS, MARCOS EUGÊNIO SIQUEIRA SCHWAB, EVANI FARIAS SARAIVA.

CONSELHO DOS MOVIMENTOS SINDICAIS
AUGUSTO MOREIRA PINZ, GILBERTO GARCIA KEMLE, LAURA STORCH COUTINHO.
,

terça-feira, 19 de março de 2013

PSB DE CANGUÇU REALIZA CONGRESSO



O Partido Socialista Brasileiro - PSB de Canguçu/RS, realizou, no sábado dia 16, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores, seu Congresso Municipal de eleição do Diretório Municipal, Executiva Municipal, Conselhos de Ética, Fiscal, Delegados, Juventude Socialista, Coordenação de Defesa dos Interesses de Raça e Etnia, Movimento Sindical, Movimento Populares, Mulheres, Interesse das Pessoas com Deficiências. O Congresso desenvolveu-se das 09h00min às 11h00min, com uma efetiva participação. Prestigiaram o evento o Deputado Estadual Catarina Paladini, os Presidente locais do PMDB, Jarbas Correa Borges, do PT, Daniel Campos e do PDT, Neviton Nornberg.
A nova executiva municipal será integrada por: Presidente - Nilso Pinz, Vice-Presidente; Giovani Cesar Demari Boteselle, Secretário Geral: José Adahir Sampaio Jardim; Primeiro Secretário: Lessandro Albrecth Bierhals; Segunda Secretária: Laura Storch Coutinho; Primeiro Secretário de Finanças: Nelson Bugs; Segundo Secretário Finanças: Luiz Backiel Silveira de Avila; Secretário de Comunicação Social e Propaganda: Augusto Moreira Pinz; Secretária de Organização: Maria Elaine de Morais de Ferreira e Secretária de Estrutura: Ivete dos Santos Farias.
Segundo o presidente Nilso Pinz o PSB vem demonstrando sua capacidade de organização e crescimento, em pouco mais de um ano de reestruturação está efetivando a eleição de forma democrática e transparente do diretório municipal, executiva, conselhos e segmentos representativos do partido. “Entendemos indispensável a participação dos filiados e da comunidade na tomada de posição e pretendemos ao longo desta administração implementar a criação e instalação de 40 núcleos entre perímetro urbano e rural do município", comenta Nilso. Questionado também acerca da viabilidade de lançamento de candidatura estadual do município proposta por instâncias superiores disse: "Nosso partido a nível local, esta em fase de crescimento e estruturação, mas se necessário o partido não irá se furtar de sua responsabilidade, este tema será um dos debates propostas na primeira reunião do diretório, que ocorrerão sempre na ultima sexta-feira do mês, dependerá da manifestação de interesse, entendendo que temos excelentes nomes que podem disputar a assembléia legislativa".



segunda-feira, 18 de março de 2013

Economia é 'cartão de visita' de Eduardo Campos


O "milagre econômico" de Pernambuco, Estado administrado pelo governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB), baseia-se em uma receita heterodoxa, que misturou investimentos públicos e privados, concessão de incentivos fiscais, endividamento e aumento de gastos com pessoal. Como resultado, o Produto Interno Bruto (PIB) local cresceu a taxas maiores que as do Brasil e as do Nordeste.
Entre 2007, primeiro ano do governo Campos, e 2012, o Estado cresceu a uma média anual de 4,6%, enquanto o PIB do País aumentou 3,6%. No ano passado, mesmo com a perda de fôlego da economia brasileira, o crescimento foi de 2,3% - e o nacional de apenas 0,9%. "O Nordeste se beneficiou do modelo de crescimento atual. Nos últimos anos, tivemos um crescimento puxado pelo consumo. Mas o crescimento em Pernambuco decorre também dos investimentos feitos pelo Estado e pelo setor privado", afirmou o economista Alexandre Rands, da Universidade Federal de Pernambuco.
A economia do Estado é hoje o principal cartão de visitas de Campos em seminários e conversas com empresários, nas quais passou a fazer críticas à política econômica de Dilma Rousseff. Na semana passada, ele reuniu-se com representantes do empresariado paulista e exibiu "êxitos" de sua gestão.
Nos últimos anos, Pernambuco se beneficiou da valorização do salário mínimo e dos programas federais de transferência de renda. Entre 2006 e 2012, a arrecadação cresceu acima do PIB: passou de R$ 9,3 bilhões, no último ano de gestão Jarbas Vasconcelos (PMDB), para R$ 25 bilhões.
As decisões políticas sobre investimentos públicos, como as obras de transposição do São Francisco e da Transnordestina e a construção de refinaria da Petrobrás, foram fundamentais para aquecer a economia local. O ex-presidente Lula, que é pernambucano, viu o desenvolvimento do Estado como estratégico e quis criar na região uma vitrine para os investimentos em infraestrutura e em combate à pobreza do seu mandato. Hoje, Campos é uma ameaça ao projeto de hegemonia política dos petistas.
"Estamos em meio a uma mudança estrutural, determinada não só por decisões políticas, mas por favoráveis condições econômicas, tanto já existentes quanto moldadas pelo setor público", afirmou o presidente do Conselho Regional de Economia de Pernambuco, Fernando de Aquino Fonseca Neto.
Os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) também cresceram, alcançando R$ 2,2 bilhões em 2012 (leia texto abaixo). Nos últimos dois anos, a Petrobrás investiu R$ 24,8 bilhões no Estado.
Os investimentos públicos estaduais também cresceram: passaram de 1,3% para 2,3% do PIB entre 2006 e 2011. "A atuação do setor público também vem sendo fundamental, tanto com investimentos diretos em infraestrutura e financiamentos dos bancos que controla, como com uma eficiente política de incentivos fiscais", completou Fonseca.
Campos se aproximou do empresariado, sinalizando com políticas de interesse do setor. Manteve programa de concessão de incentivos dos anos 90, deu espaço para renúncia fiscal e concedeu terrenos para atrair empresas. Levou fábrica da Fiat, com investimento de cerca de R$ 6 bilhões.
Nos últimos meses, quando intensificou a agenda de presidenciável, ele recebeu empresários e banqueiros do eixo Rio-São Paulo e economistas que trabalharam com FHC e que agora estão no centro de estudos de política econômica Casa das Garças, no Rio.
Dívida. Para bancar projetos, contratou dívida. O porcentual da dívida em relação à Receita Corrente Líquida (RCL), parâmetro de solidez fiscal, passou de 42,45%, em 2008, para 45,75%, em 2012. A perspectiva é que chegue a 2014 em 47% - em 2006, era de 66,59%. Apesar do crescimento, o porcentual está abaixo dos 200% colocados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado, a partir de 2014, com a finalização de projetos em andamento, "o crescimento das receitas possibilitará que o nível de endividamento alcance patamares menores".
Pernambuco também aumentou as contratações - 25 mil servidores, entre professores, médicos e policiais - e concedeu aumento real dos salários. Em 2007, o gasto com pessoal era de R$ 3,4 bilhões. Em 2012, atingiu R$ 7 bilhões. O porcentual da despesa com pessoal em relação à RCL cresceu de 41,62% para 45,18% - abaixo do limite de 49% da LRF. A Fazenda destaca que em 2012 houve retração da receita em R$ 1 bilhão, o que resultou no aumento do porcentual.
Fonseca discorda de que a trajetória de aumento das contratações e da dívida coloque em risco a solidez fiscal. "Eu diria até que essa conduta fiscal relativamente expansionista do governo de Pernambuco tem contribuído significativamente para o Estado se manter crescendo acima da média nacional e regional."
O boom econômico se refletiu na área social, mas ainda de maneira tímida. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, por exemplo, em 2006, 38,1% dos domicílios de Pernambuco tinham acesso à rede de esgoto. Em 2011, eram 50,6%, abaixo da média brasileira, de 54,9%. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

sábado, 16 de março de 2013

PSB Canguçu - Novo Diretório

Integrantes do novo diretório do PSB de Canguçu-RS ao lado do deputado estadual Catarina Paladini (PSB) - de camiseta listrada - em encontro que ocorreu no Sábado, dia 16 de Março de 2013.

terça-feira, 12 de março de 2013

Congresso Municipal dia 16

O PSB de Canguçu convida seus filiados para seu congresso (convenção) a realizar-se dia 16 de Março de 2013 nas dependências da Câmara Municipal de Vereadores das 09h00min às 11h00min quando será escolhido o novo presidente e o novo diretório do partido.

quinta-feira, 7 de março de 2013

No mês da Mulher, uma homenagem do PSB Nacional!


Catarina recebe comitiva de Canguçu



Ricardo Rojas - MTE 16498 | PSB - 11:20-07/03/2013
O vice prefeito de Canguçu, Neizinho Bubolz, acompanhado do secretário de Cultura, Turismo, Juventude e Mulheres, Elisnei Pires (PSB), visitou nesta quarta-feira (6) o gabinete do deputado Catarina (PSB) para solicitar apoio do parlamentar no sentido de construir um calendário de atividades culturais paralelas ao aniversário do município. “Vamos trabalhar, inclusive, para inserir Canguçu no calendário oficial de eventos do Rio Grande do Sul”, afirmou Catarina.

Na reunião, a comitiva de Canguçu também solicitou ao deputado ajuda para discutir junto ao governo estadual a necessidade de instalação do Batalhão do Corpo de Bombeiros no município. “Imediatamente já estamos somando esforços com a prefeitura para que a situação seja resolvida o mais rápido possível”, garantiu Catarina. O deputado também se comprometeu, enquanto membro da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, em contribuir para a valorização do esporte amador em Canguçu.

Miki Breier é aclamado presidente da União de Parlamentares Sul Americanos e do Mercosul


O deputado estadual Miki Breier (PSB) foi aclamado na manhã desta quinta-feira, dia 7, o novo presidente da  União de Parlamentares Sul Americanos e do Mercosul (UMP). A eleição aconteceu em Buenos Aires, na Argentina, onde se realiza até o sábado, dia 9, a reunião da diretoria da entidade. O evento reúne representantes da Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.

Conforme o parlamentar, a UPM vai dar prioridade em 2013 ao combate às drogas e ao projeto Mercosul Cidadão, além de dar continuidade às ações nas áreas de preservação dos recursos hídricos e da ligação bioceânica, bem como a valorização do legislador regional e sua importância no Parlamento do Mercosul. Os parlamentares estaduais de toda a América Latina vem atuando para garantir assento no Parlasul.

“Também queremos trabalhar na unificação da legislação de trânsito, que é um problema que afeta a logística e o turismo dos nossos países”, acrescenta. Segundo Miki, é preciso atuar não só pelo livre comércio, mas também pela cidadania. “Queremos um Mercosul cidadão e, para isso, é preciso envolver as pessoas nesse processo”, diz.

Também participam do evento os deputados gaúchos Raul Carrion (PCdoB), Frederico Antunes (PP), Álvaro Boessio (PMDB), Jurandir Maciel (PTB), Alexandre Postal (PMDB) e Gilberto Capoani (PMDB).

Parlamentares da UPM definem ações para 2013
Segundo o diretor de articulação política da UPM e coordenador do Bloco Brasileiro, Flávio Monteiro, a reunião em Buenos Aires vai estabelecer, ainda, o calendário de atividades para este ano. Já está confirmada a realização pelo Fórum de Preservação e Uso Racional do Rio Uruguai e de evento em Colom, Província de Entre Rios, Argentina, dias 21 e 22 deste mês. Também está programado o lançamento do Fórum Mercosul Cidadão para agosto, em Chapecó, Santa Catarina.
Preocupados com a grande incidência de tráfico e uso de drogas, os legisladores da UPM vão definir ações conjuntas e políticas públicas integradas para regiões de fronteira dos países do Mercosul.

A União de Parlamentares Sul Americanos e do Mercosul (UPM), criada em 1999, reúne todos os legisladores regionais dos países membros do Mercosul: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Chile e Venezuela.
© Agência de Notícias AL-RS

terça-feira, 5 de março de 2013

Campos lamenta morte de Chavez


O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, divulgou nota na noite desta terça-feira lamentando a morte do presidente venezuelano Hugo Chávez. "Quero expressar o meu pesar pelo falecimento do presidente Chávez e manifestar a minha solidariedade ao povo da Venezuela", afirma o comunicado.
Para Campos, agora é preciso respeitar os "valores democráticos" na sucessão de Chávez. "Quero também afirmar os votos de que no processo sucessório sejam respeitados os valores democráticos, garantindo paz e liberdade para todos os venezuelanos", completa o texto.

Do yahoo

segunda-feira, 4 de março de 2013

Beto assume comando do PSB com o desafio de preparar a sigla para 2014



Socialistas gaúchos apoiam candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República
“Assumo a presidência com o desafio de fazer de 2013 o ano de construção para 2014, tanto em nível nacional quanto estadual, construindo candidaturas qualificadas e comprometidas com os interesses do povo”, afirmou o novo presidente do PSB no Estado, deputado federal Beto Albuquerque. A alteração no comando do PSB gaúcho ocorreu durante reunião do Diretório Estadual neste sábado (2), na Igreja Pompéia, em Porto Alegre, na qual os socialistas manifestaram, de forma unânime, apoio à candidatura do governador Eduardo Campos à Presidência da República.
Beto assumiu no lugar de Caleb de Oliveira, que desde novembro do ano passado está à frente da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística. “Beto tem a liderança necessária para dar sequência ao crescimento do Partido e dar maior visibilidade à sigla no próximo período” afirmou Caleb. Agora à frente da primeira vice-presidência do Partido, Caleb destacou que hoje o PSB está consolidado como importante força política do Estado.
Em seu primeiro discurso como presidente, Beto Albuquerque destacou que  o PSB vive um novo momento nacionalmente, tendo ampliado muito a sua representação. “O nosso crescimento mostra a aprovação das nossas gestões e o engajamento da nossa militância. O PSB tem clareza dos seus compromissos e do seu futuro.”
O novo presidente resgatou a história do PSB e destacou que o partido e o Brasil precisam iniciar um novo ciclo. “Lutamos pela redemocratização do País, tivemos a etapa de estabilização da moeda brasileira, apoiamos as conquistas sociais no Brasil iniciadas pelo presidente Lula e consolidadas pela presidente Dilma. Agora nós achamos que este terceiro ciclo está chegando ao fim. É hora de trabalharmos pela estabilização da economia. Temos que deixar para trás o Brasil de incertezas e imprevistos na economia,” avaliou.
Beto afirmou que “há um anseio majoritário dentro do partido para a construção da candidatura do governador Eduardo Campos à presidência da República. Isso não significa romper com ninguém, temos compromisso com a governabilidade, com a história política da esquerda. Estamos somente exercendo nosso protagonismo político”. Para o socialista, o Partido precisa se organizar para chegar ao poder e defender os interesses da população. “Queremos ser o novo, a mudança do antagonismo que existe hoje. Vamos mostrar que gestão transforma, sim, um estado, transforma um país, e constrói uma sociedade melhor”, sinalizou.
Os deputados socialistas também manifestaram entusiasmo com a candidatura de Eduardo Campos à Presidência e reafirmaram a legitimidade do PSB em oferecer à população um projeto de governo para o Brasil. Da mesma forma, o vice-governador Beto Grill avaliou ser “indispensável, inadiável e legítimo que estejamos pensando em construir o nosso projeto nacional”.
Durante a reunião do Diretório também foi discutido o planejamento da sigla para 2013. Os socialistas definiram o calendário de atividades, que incluirá a realização de debates regionais e seminários que irão preparar o partido para as eleições de 2014. Entre os temas debatidos estarão a reforma política, a renegociação da dívida dos estados com a União, o Fundo de Participação dos Municípios e o Pacto Federativo. Também serão intensificados os cursos de formação política e as atividades dos segmentos organizados.
Triunfo – o PSB vai disputar a eleições à Prefeitura de Triunfo, em abril, com Valdir Kuhn. O socialista apresentou sua candidatura aos companheiros de partido durante a reunião do Diretório Estadual e destacou que quer governar a cidade para as pessoas. “Queremos reverter a imagem de Triunfo e fazer política de forma correta, voltada para o cidadão”, afirmou. A eleição de 2012 no município foi anulada pela Justiça Eleitoral devido ao abuso de poder econômico e político do candidato eleito em outubro.
Um minuto de silêncio – durante a reunião do Diretório Estadual do PSB, os socialistas fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao seu ex-presidente de honra Fúlvio Petracco, falecido em fevereiro.

Brasil em preto e branco


O Brasil passa por um processo sólido e continuado de desenvolvimento econômico, baseado no incremento das suas potencialidades, que resiste, inclusive, aos abalos da crise mundial e que tem como preliminar o objetivo intrínseco do combate às desigualdades sociais.
Este quadro de crescimento da atividade econômica gera fenômenos socioeconômicos que merecem reflexões, decisões e posicionamento político.
No século XIX, abolida a escravidão formal, o poder político não permitiu ao povo negro acesso à educação e, portanto, a funções mais especializadas. Para suprir a necessidade de técnicos, o Brasil promoveu a vinda de imigrantes europeus.

Agora, temos, de novo, escassez de mão de obra, conseqüência natural de uma política equivocada que imaginou ser possível desenvolver o País deixando de fora a metade dos brasileiros.

Os físicos, químicos, engenheiros e os demais profissionais que estão faltando são os negros que representam mais de 50% da população brasileira e que foram impedidos de, no passado, estudar,  cursar a universidade. Logo, a solução é oportunizar, garantir a capacitação, a entrada deste contingente no mercado de trabalho atual e não reproduzir a solução equivocada de outrora, buscando especialistas de nível superior em outros países.

Assim, é indispensável que a sociedade brasileira tenha uma atitude propositiva de promoção da igualdade racial e os governos tenham firmeza e determinação na execução de políticas públicas afins.
Para uma ação efetiva de combate às desigualdades sociais é indispensável focar no núcleo central das desigualdades: a racial, que atinge, hoje, a maioria da população brasileira que é negra.

As condições para o enfrentamento estão postas. A conjuntura é favorável. Existe base teórica, estudos demográficos e sociológicos, produzidos, inclusive, por negros que venceram barreiras, ocuparam bancos universitários e desenvolveram trabalhos científicos e teses que podem embasar as políticas afirmativas, criando um círculo virtuoso que permite estas conquistas.

Embora o fato de que cada vez mais negros assumam espaços nas escolas, nas universidades, nas empresas públicas e privadas torne o racismo mais exposto, mais presente, também representa a evidência concreta do avanço obtido por estes. Registre-se que 53% das pessoas que ascenderam socialmente nos últimos anos são negras, principalmente mulheres e jovens, muito devido aos ganhos de escolaridade
Portanto, o resgate da plena cidadania e a inserção do negro no mercado de trabalho no Brasil contemporâneo é parte imprescindível da solução. Nosso desafio é ter um país desenvolvido, culturalmente integrado, sem desigualdades sociais, construído por e para todos, independente da cor de sua pele.



Por Beto Grill - Vice-governador do Rio Grande do Sul