Coragem para Mudar o Brasil

Coragem para Mudar o Brasil

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

PSB SE REUNIRÁ DIA 31/01/2014

No próximo dia 31 de Janeiro de 2014 o Partido Socialista Brasileiro (PSB) estará reunido, como faz mensalmente, em sua primeira reunião neste ano para começar a debater os rumos do partido. O PSB irá começar a dialogar sua situação dentro do Governo Municipal e o andamento da sigla com a pré-candidatura de Eduardo Campos para a presidência da república e as tratativas para o Governo do Estado. O encontro ocorrerá no plenário da Câmara Municipal de Vereadores às 20h00min.
O anúncio da reunião, convocando os filiados, ocorreu durante entrevista do presidente do partido, Nilso Pinz, no programa "Show da Manhã" da Rádio Cultura AM nesta segunda-feira (27). Nilso também falou sobre recentes declarações que geraram polêmica no município quando ele falou em outra emissora de rádio que não ouvia coisas boas sobre a administração, com muitas reclamações - principalmente de moradores do interior - sobre o modelo atual de gestão.

Nilso Pinz comentou que a realidade é que houveram algumas dificuldades iniciais administrativas porque as coisas são bem complexas  no Executivo.  "Não tenho ouvido elogios a administração neste primeiro ano, mas isto é  normal em todas novas administrações não é privilégio daqui", destacou. Para Nilso as mudanças nas secretarias, a nova visão administrativa, entre outros fatores causaram diversos impactos tanto positivos quanto negativos. "Tenho certeza que o objetivo é acertar e queremos que as coisas andem, como parte da população. E a população quer reflexos imediatos e a burocracia e a lentidão do serviço público impedem que as coisas andem. Mas isso nem sempre é justificativa. No andar da carroça as abóboras acabam se acomodando. No primeiro momento, eu pessoalmente ando muito para o interior, tenho ouvido muita reclamação. Acho que 2014 pode dar a cara do governo, dependendo do que o Prefeito achar que é prioridade para o município", disse, e completou. "Precisamos que o serviço chegue a população. Os impostos que pagamos são altos e que isso se transforme em serviço com a agilidade que todos gostaríamos que acontecesse", comentou. "O que tem que se ter em mente é o benefício que a população terá, seja nas estradas, saúde, questões urbanas, isso tá preconizado no orçamento de mais de R$ 103 milhões e são valores substanciais e devem e serão muito bem administrados para se transformar em trabalho e serviço para os Canguçuenses. Tenho certeza que no que depender do quadro funcional da Prefeitura isso vai acontecer", encerrou. 
Apesar da expectativa de um ano melhor o Presidente do PSB lembra que em 2014 com a possibilidade de palanques opostos eminente, entre PT e PSB, a convivência pode acabar sendo difícil entre os partidos mesmo estando lado a lado na esfera municipal.. "Não adianta querer tapar o sol com a peneira e achar que isso não terá influência direta ou indireta. Uma coisa é estar no mesmo palanque. Mais cedo ou mais tarde poderá ter um conflito. Na nossa parte, do PSB, trabalharemos para que isso não aconteça. Apenas vamos defender o nosso ponto de vista", assegurou.
Pinz também respondeu a indagação do repórter Geraldo Dannenberg sobre participação do PSB em reuniões com a administração. Nilso disse que, pessoalmente não havia sido convidado para nenhum encontro desde Outubro de 2013. Porém que o responsável pelo contato entre partido e administração é o vice-presidente do PSB, Giovani Botesselli. "Mas não há nenhum ressentimento, porque o Prefeito tem a capacidade de condução da Prefeitura, ele que foi eleito para conduzir o município e cabe a ele o ônus e o bônus das suas decisões", comentou. "Talvez o Prefeito entenda que as coisas tão (sic) boas e não tenha necessidade de conversar", finalizou.

“O que eu escuto não são elogios”, diz presidente do PSB sobre o governo municipal


Foto: Xiru Gonçalves/Canguçu On Line
Nilso Pinz não descarta candidatura de Canguçu para deputado
Atualizada às 13h05, em 22 de janeiro:
Nilso Pinz afirmou que o prefeito Gerson Nunes não cumpriu com o acordo de colocar os candidatos a vereador do PSB dentro da administração municipal
O presidente do PSB em Canguçu,Nilso Pinz, criticou Gerson Nunes em entrevista para a Rádio Liberdade AM na manhã desta terça-feira (21). De acordo com ele, até o momento o prefeito não cumpriu a promessa de colocar os candidatos a vereador do Partido Socialista Brasileiro dentro do governo municipal, caso fosse eleito. Ao todo, eram 21 os candidatos do PSB ao Poder Legislativo, sendo que Cesar Silva conquistou uma das vagas na Câmara.
- As pessoas sabem que era um compromisso pessoal do prefeito. Nunca se exigiu cargos, e sim que, cada um, dentro de suas competências, trabalhasse a favor da comunidade dentro da estrutura governamental - afirmou.
Ele ainda disse que, por desconhecimento da máquina pública, o primeiro ano de Gerson Nunes no Executivo foi de muitas dificuldades.
- O que eu escuto não são elogios - disse.
Sobre as eleições estaduais de 2014, Nilso não descarta a possibilidade de um candidato do município disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Inclusive, o seu nome teria sido sugerido para o pleito. No entanto, Nilso não aposta nesta perspectiva, devido à postura adotada pelo partido, que tenta evitar a pulverização de votos na região.
- Isso pode dispersar os votos, e nós não temos a representatividade necessária para a nossa região. Hoje, a região tem apenas um deputado federal, que é o Afonso Hamm (PP), quando nós poderíamos ter 4 ou 5 deputados federais e até 10 estaduais, pelo contingente eleitoral que temos - afirma.
Nilso explica que, em um primeiro momento, o partido deverá buscar uma coligação com o PP ou com o PMDB, que apoia o candidato a Presidência da República Eduardo Campos (PSB). No entanto, uma candidatura própria também não é descartada.

http://www.cangucuonline.com.br/?menu=noticia&categoria=6&noticia=8383