Coragem para Mudar o Brasil

Coragem para Mudar o Brasil

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Aliança PSB/REDE/PPS/PPL recebem o apoio do PRP e PHS

O presidente Nacional do PSB e pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos, e a ex-senadora Marina Silva, receberam o apoio do Partido Republicano Progressista (PRP) e do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) na corrida ao Palácio do Planalto.

As duas siglas juntam-se à Aliança Programática PSB - REDE - PPS – PPL.

Para Eduardo Campos, os dois partidos têm adotado um discurso de que é necessária uma nova política baseada em alianças programáticas e não fundamentadas na distribuição de Poder.

Eles vão trazer pessoas de diversas realidades, pessoas simples, do povo, que vão ajudar a levar as nossas sugestões a lugares onde muitas vezes esse debate não chega”, disse.

“Dessa forma, a gente vai criando uma capilaridade e trazendo as sugestões do Brasil real para apresentar um programa de governo que dialogue com os valores que estão sendo reclamados pela vida pública neste instante”, afirmou.

O evento foi realizado nesta sexta-feira (23) na Câmara dos Vereadores de São Paulo.

Portal PSB

segunda-feira, 26 de maio de 2014

PSB define data para homologar candidaturas de 2014 e eleger Diretório Nacional

“Pelo grau de conhecimento e confiança que temos no nosso nome, na nossa aliança e no nosso programa, já percebemos que quando a população tomar conhecimento da existência dessa opção, teremos, efetivamente, os resultados que esperamos, vencendo essa eleição e podendo governar o Brasil a partir do próximo 1º de janeiro”. O tom de confiança na declaração do Presidente Nacional do PSB, Eduardo Campos, tomou conta de todos os presentes na reunião da Comissão Executiva Nacional, realizada no dia 13 de maio na sede do Partido, em Brasília.

 Durante o encontro ficou decidido que o XIII Congresso Nacional do PSB será realizado nos dias 28 e 29 de junho. Sendo o dia 28 para deliberações sobre a Convenção Nacional e questões internas do Partido e no dia 29 o encontro vai reunir todos os partidos que vão tomar a frente com o PSB. “Estamos tratando de alianças com partidos que têm afinidade conosco. Hoje somos o PSB, Rede, PPS, PPL e o quinto partido que é o povo Brasileiro”, disse Campos.

Também ficou decidido o calendário dos congressos municipais e estaduais, de onde vão sair sugestões para o programa de governo, como também a eleição dos delegados para o encontro Nacional, momento em que será deliberado sobre a candidatura do PSB para Presidência da República. Para Eduardo, os encontros nos municípios e estados tem muita importância por conta da atuação da militância socialista. “Estamos animados e tranquilos. Sabemos, exatamente, cada etapa que temos que viver até o início da campanha. A etapa de agora é a de consolidação do debate do nosso programa e é fundamental que a nossa militância busque a contribuição da sociedade”, ressaltou.

 O local da realização do Congresso será decidido até a próxima sexta-feira. Os estados do Rio de Janeiro, São Paulo e mais o Distrito Federal  foram as opções escolhidas, e a Direção Nacional tentará viabilizar toda a logística do encontro em qualquer um desses locais.

 Movimentos sociais do PSB

Os representantes Nacionais dos segmentos sociais do PSB também fazem parte da Executiva Nacional e estavam presentes na reunião. Os secretários Nacionais de Mulheres, Negros, LGBT, Popular, Sindical e Juventude levaram apoio à candidatura de Eduardo Campos e Marina Silva, e alinharam as condutas para cada passo e cada decisão que for tomada daqui pra frente. A agenda do candidato foi um tema muito debatido e a participação da militância é de fundamental importância para caminhar pelo País e seguir com o debate do programa do PSB.

 Propaganda

Em relação ao programa do PT veiculado em rede nacional, Eduardo foi enfático ao dizer que lamenta. “Uma atitude completamente equivocada do ponto de vista político e do ponto de vista histórico. Totalmente despolitizado e em tom de ameaça ao povo brasileiro. Com esse tipo de campanha, os que imaginam que vão colocar medo, vão é encorajar o povo a tirar a presidente, inclusive, do segundo turno. Esse mesmo tipo de discurso foi usado muito contra o PT e contra o presidente Lula. Vejo um certo desespero como está sendo colocado e acho que é um grande tiro no pé”, avaliou.

domingo, 25 de maio de 2014

Ação Socialista - O Informativo do PSB


PSB de Canguçu presente em homenagem a Beto Grill

Integrantes do PSB de Canguçu estiveram presentes em homenagem ao vice-governador Beto Grill no ato de entrega do título de Cidadão Sul-Lourenciano na sexta-feira (23) em título outorgado pela Câmara Municipal de Vereadores.
Liderados pelo Vereador César Silva (PSB) o grupo esteve no Clube Comercial, onde foi entregue o título, e após participou de jantar de confraternização na churrascaria Casa Nostra. 
Fotos: Claiton Silva

quarta-feira, 21 de maio de 2014

PSB realizará congressos municipais


EDITAL DE CONVOCAÇÃO
Todos os filiados do PSB no Rio Grande do Sul estão convocados a participarem dos Congressos Municipais renovatórios ou constitutivos de Diretório, nos municípios que atenderem ao disposto na Resolução da CEE de 15 de maio de 2014. Os congressos serão realizados dias 31 de maio e 1º de Junho para deliberar sobre a seguinte pauta: Eleição do Diretório Municipal; Eleição da Comissão Executiva Municipal; Eleição do Conselho Fiscal e do Conselho de Ética; Eleição dos Delegados ao Congresso
Estadual. A organização, coordenação e execução das tarefas pertinentes ao congresso ficam sob responsabilidade das Comissões Executivas Municipais.
Porto Alegre 15 de Maio de 2014,

segunda-feira, 19 de maio de 2014

EDITAL Nº 01/2014


EDITAL Nº 01/2014 – CONVOCAÇÃO CONGRESSO MUNICIPAL DE ELEIÇÃO DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DE CANGUÇU, DELEGADOS, COMISSÃO EXECUTIVA, DISCUSSÃO DE PAUTAS POLÍTICAS E DE ORGANIZAÇÃO E ASSUNTOS GERAIS///////////////////////////////////////////////////////

                   Nos termos da legislação em vigor, ficam convocados todos os eleitores filiados ao Partido Socialista Brasileiro – PSB, de Canguçu/RS, para o CONGRESSO MUNICIPAL, que será realizado no dia 31(trinta e um) de maio de 2014, com inicio as 09:00 h (nove horas) e término as 11:30 min(onze e trinta minutos), na Rua General Osório, 979 – Câmara Municipal de Vereadores de Canguçu/RS, com a seguinte ordem do dia:

a)   Eleição, por voto direto e secreto, do Diretório Municipal que será constituído de 18(dezoito) titulares e 06(seis) suplentes.
b)   Eleição, por voto direto e secreto, de 03(três) Delegados ao Congresso Estadual.
c)   Eleição, por voto direto e secreto, da Comissão Executiva Municipal, pelo Diretório Municipal eleito, que fica automaticamente convocado para as 12:00(doze) horas, do dia 31(trinta e um) de maio de 2014.
d)   Eleição dos Conselhos de: Ética e Fidelidade Partidária e Conselho Fiscal.
e)   Discussão das Pautas Políticas e de Organização.
f)    Assuntos Gerais.



Canguçu/RS, 19 de maio de 2014.



GIOVANI CESAR DEMARI BOTESELLE,

Vice-Presidente no Exercício da Presidência do Diretório Municipal  

sexta-feira, 16 de maio de 2014

PMDB apoia Beto Albuquerque ao Senado

Uma reunião com as principais lideranças gaúchas do PSB e do PMDB consolidou a aliança entre as duas siglas para a disputa majoritária no Rio Grande do Sul. Os dirigentes do PMDB formalizaram a decisão de ampliar a representação na chapa através do apoio à pré-candidatura de Beto Albuquerque ao Senado. Também foi unânime o desejo de que a vaga de vice-governador seja oferecida a José Paulo Cairoli (PSD).

Os dirigentes têm a compreensão unânime que uma chapa encabeçada por José Ivo Sartori (PMDB), tendo Cairoli de vice e Beto Albuquerque ao Senado irá fortalecer o projeto estadual e o nacional — com a pré-candidatura de Eduardo Campos à presidência da República.

O presidente do PSB/RS, deputado federal Beto Albuquerque, ao receber o apoio disse que se sente honrado com a tarefa gigantesca destacando que “serei o maior cabo eleitoral do Sartori, um homem honrado, um gestor experimentado”, disse, fazendo referência ao mandato de Sartori na prefeitura de Caxias do Sul. O socialista também lembrou o legado histórico do PMDB de representação no Senado Federal. “O PMDB teve grandes representações que são insubstituíveis, como Pedro Simon e José Fogaça. Vou colher deles o exemplo de retidão e trabalho para contribuir ainda mais com nosso Estado.”

Beto também destacou que Sartori reúne todas as condições  para unir o RS e enfrentar as dificuldades, as mazelas estruturais. “A decisão de ampliar a chapa é a demonstração do que podemos fazer pelo Estado. A vitória ao Senado será uma consequência do êxito do projeto nacional e estadual”, completou o socialista.
Falando em nome do PMDB, Ibsen Pinheiro destacou que a decisão de ampliar a composição da chapa ocorre com base em uma razão muito forte: de comprometimento com a transformação e de necessidade de oxigenar a máquina do Estado que está freando o desenvolvimento do RS. “O Rio Grande está à frente do Governo”. Avaliou também que no plano nacional há um esgotamento do modelo e a opinião pública está deixando isso cada vez mais claro. “A nossa coligação nasce em função destes dois conteúdos e é um simbolismo de unidade”, enfatizou. “Se o Beto diz que vai ser o maior cabo eleitoral de Sartori, eu digo que o Sartori será o maior cabo eleitoral do Eduardo”, finalizou ao ressaltar que a candidatura de Eduardo Campos nasce da realidade, da necessidade de avanços com a preservação das conquistas.

O encontro ocorreu na tarde desta quinta-feira (15), na sede do PSB/RS, em Porto Alegre. Além de Beto Albuquerque, os socialistas estiveram representados pelos deputados estaduais Catarina Paladini, Miki Breier e Heitor Schuch, pelo deputado federal José Stédile, pelo vice-governador Beto Grill, bem como pelos dirigentes partidários Mário Bruck, Carlos Orling, Claudemir Bragagnolo e Carlos Vollmer.

O PMDB contou com as presenças do pré-candidato ao governo do Estado, José Ivo Sartori, do presidente estadual da sigla e deputado estadual Edson Brum, do ex-Senador José Fogaça, do ex-deputado federal Ibsen Pinheiro, do ex-ministro da Casa Civil, Luis Roberto Ponte e do assessor de Sartori, Carlos Burigo.

Foto: Luiz Chaves/Divulgação

terça-feira, 13 de maio de 2014

PSB Camaquã recebe novos filiados em jantar com a presença do vice-governador

Cerca de 400 pessoas prestigiaram o jantar do diretório municipal de Camaquã do Partido Socialista Brasileiro (PSB) realizado na quinta-feira (08). O ato, que reuniu lideranças de toda a Costa Doce e de municípios da região metropolitana, reafirmou o apoio dos socialistas camaquenses aos nomes de Beto Grill e João Pedro Grill como candidatos a deputado federal e estadual e deu as boas-vindas a dezenas de novos filiados.



Em sua fala, Beto Grill ressaltou a necessidade de fortalecer representatividade política da região. “Precisamos, cada vez mais, de interlocutores legítimos, competentes e comprometidos. As eleição deste ano será decisiva para a continuação do processo de desenvolvimento que vivenciamos. É necessário que depositemos a confiança em pessoas identificadas com nossa realidade”, salientou o vice-governador, que chamou atenção para disparidade existente na atual bancada federal. “Dos 31 deputados que atualmente representam o Estado no Congresso Nacional, apenas um é da Metade Sul”.
João Pedro Grill, secretário estadual da Juventude Socialista Brasileira (JSB-RS), falou sobre o trabalho da campanha “Se Liga 16”, voltada para os eleitores que neste ano votarão pela primeira vez. “Venho atuando intensamente na conscientização dos jovens com relação à importância e o valor do voto. Estamos percorrendo dezenas de escolas em toda a região abordando o tema. A receptividade tem sido muito boa, o que mostra que a juventude quer saber mais sobre o processo político, conhecer as opções disponíveis e fazer as suas escolhas de maneira consciente”, frisou.
Na oportunidade, dezenas de novos filiados formalizaram a sua adesão ao partido, entre eles Landa Sodré, ex-secretária Municipal do Trabalho e Ação Social e ex-esposa de José Cândido de Godoy Netto, prefeito de Camaquã por três mandatos (1968-1972, 1989-1992 e 1997-2000). “O meu retorno à política, através do PSB, se dá porque eu acredito nesse projeto. Porque eu compactuo dos mesmo ideais deste grupo, que está engajado em promover a mudança da realidade de Camaquã e da nossa região”, afirmou.
Beto Grill avaliou como positivo o primeiro encontro ampliado promovido pelo diretório de Camaquã em 2014. “Reunimos aqui, multiplicadores e lideranças de expressão em um evento de grande representatividade. Isso nos deixa a certeza do reconhecimento pela comunidade do trabalho desenvolvido durante os últimos anos”, concluiu.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

PSB de Pelotas-RS define apoio a Catarina e Beto Grill


Apoiar as candidaturas locais. Com esse sentimento, os socialistas do PSB estiveram reunidos no Encontro Municipal do partido, realizado no último sábado. A intenção acabou referendou o que já vinha sendo debatido há meses pelo partido: o apoio dos socialistas às candidaturas de Catarina Paladini, que concorrerá à reeleição como deputado estadual, e do vice-governador Beto Grill, pré-candidato a deputado federal. Os dois serão os indicados do Partido Socialista Brasileiro na Princesa do Sul para buscarem as vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal, respectivamente, nas eleições de outubro.

O encontro realizado na sede do PSB Pelotas reuniu diversos filiados, simpatizantes e lideranças da região sul do Estado, demonstrando a força do partido em apoio às candidaturas locais. Além de Grill e Catarina, participaram também do evento os representantes do partido na Câmara de Vereadores, Antonio Peres e Vitor Paladini. As análises de conjunturas políticas e sobre o momento que o partido vive foram os principais focos do debate. “Este é um ano de muitos desafios, sonhamos alto e temos grandes pretensões. Com isso, se faz necessário que o nosso partido esteja unido de norte a sul”, afirmou o vereador Vitor Paladini durante a abertura.

Mesmo com uma longa trajetória desde sua fundação e com a participação nos principais momentos da história brasileira ao longo dos últimos 67 anos, o PSB está vivendo os seus melhores dias em todo o Brasil. Com o crescimento significativo das últimas eleições e a pré-candidatura do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ao posto mais alto do poder no país, os socialistas sonham com a chegada à Presidência da República e uma ascensão ainda maior para o pleito eleitoral deste ano. Em Pelotas, o sentimento não tem sido diferente.

AO DESTACAR o cenário nacional, Beto Grill falou sobre a importância da alternância de poder após 12 anos e o papel fundamental que o PSB tem de apresentar uma alternativa ao atual projeto de governo que está se esgotando. “Servimos de base, fomos a sustentação por muito tempo. Mas estamos crescendo, temos boas administrações em diversas cidades e estados. Agora queremos fazer parte do projeto político do país”, disse. A relevância da mobilização da militância neste processo foi uma unanimidade entre os participantes.

A prioridade para os candidatos de Pelotas também foi bastante ressaltada. Catarina lembrou o potencial que o PSB terá para eleger seus candidatos. “Precisamos de um processo que enfrente os problemas e não que os postergue. O PSB saiu da condição de partido emergente para estar entre os maiores do país”, afirmou. O deputado estadual pediu também a conscientização dos pelotenses para que a opção de voto seja em candidatos locais que possam dar respostas à cidade, ampliando assim a representação da região.

DURANTE a análise sobre o contexto político da cidade, Hélio Ribeiro, superintendente municipal de juventude, salientou que o PSB precisa definir estratégias políticas para cada momento como forma de buscar o próprio espaço. “Não podemos seguir a linha de ser oposição por oposição e nem estar cegamente atrelado a nada. Temos um compromisso com a população e este é o nosso dever”, falou. Após anos sem representação no legislativo pelotense, o partido elegeu dois representantes na última eleição, entre eles o parlamentar mais jovem. Hélio apontou isso como o resultado da qualificação e da renovação de um partido que cresce.

AO FINAL do encontro o espaço foi aberto para a manifestação dos demais participantes, incluindo os suplentes do partido na Câmara Municipal. A atividade mostrou a unidade do partido em torno do projeto local. Durante os próximos meses, está programado também o encontro regional do partido liderado pelo PSB de Pelotas. Os socialistas esperam também poder anunciar em breve a vinda de Eduardo Campos à cidade, colocando o terceiro maior município do Estado no foco do projeto nacional.